Dicas Drones na construção civil: entenda como utilizá-los no dia a dia da obra
Autor: Grupo Hard

Você sabia que o uso de drones na construção civil está cada dia mais frequente? Também chamados de veículos aéreos não tripulados (UAVs), os primeiros aparelhos surgiram devido às necessidades militares durante a Segunda Guerra.

Nos últimos anos, eles passaram a ser utilizados também pela indústria. Muitos setores identificaram formas de melhorar as práticas de trabalho com a ajuda dessas aeronaves incríveis. Segundo uma previsão da Federal Aviation Administration (FAA), cerca de sete milhões de aparelhos voarão no céu do mundo até 2020.

Para você ter ideia do que essa tecnologia pode fazer para otimizar os resultados do seu negócio, vamos apresentar suas principais aplicações na construção civil. Continue a leitura!

As funcionalidades dos drones na construção civil

A seguir, reunimos algumas das funções que os drones têm na área da construção. Confira!

Mapeamento de áreas

O levantamento da viabilidade do telhado do prédio e a identificação de patologias (como goteiras) são cuidados necessários para identificar as condições da obra. Porém, ter acesso ao topo do edifício é bem complicado na maioria das vezes e, inclusive, envolve a montagem de andaime ou outros equipamentos.

Sendo assim, usar um pequeno drone para realizar a pesquisa economiza tempo e dinheiro, além de reduzir os riscos de saúde e segurança envolvidos no alcance das áreas de difícil acesso. Se o telhado apresentar goteiras depois de construído, por exemplo, com o drone ficará mais fácil identificar os pontos com problemas.

Inspeção do canteiro de obras

O drone é capaz de fazer a inspeção visual em áreas de alto risco, fato que também reduz o tempo gasto e aumenta as condições de saúde ou segurança. Com a ajuda do aparelho, é possível cobrir áreas maiores e gravar imagens com qualidade HD. As fotos são enviadas para o proprietário com rapidez e eficácia.

_

Planejamento logístico

Os engenheiros de construção civil costumam trabalhar em lugares remotos ou extensos, que mudam rapidamente em pouco tempo. Nesses casos, os drones são úteis para fornecer uma visualização dinâmica.

Ou seja: os equipamentos sinalizam impactos e problemas que poderiam, de outra forma, ser negligenciados. Além disso, contribuem para a tomada de decisão dos profissionais responsáveis pela obra, por meio da transmissão de feeds ao vivo.

Com o recurso, a equipe é capaz de se reunir para discutir várias questões, como: liberação do guindaste, logística, movimentação de pessoal etc. Os benefícios são inúmeros, já que as soluções se baseiam em argumentos reais.

Relatórios de progresso do projeto

Os relatórios da construção são preparados periodicamente para mostrar o progresso da obra em relação ao planejamento do projeto. O voo regular de drone é uma maneira rápida de registrar e visualizar o desempenho do que foi feito. Por meio de uma série de tomadas aéreas e recursos de vídeo, é possível ter uma visão abrangente e manter os dados atualizados.

Fotografia promocional

O impacto de uma boa fotografia nunca foi tão importante quanto agora, momento em que o marketing digital está em constante crescimento. A capacidade de capturar imagens e vídeos 4K HD impressionantes, de diferentes ângulos, permite fornecer uma visão mais atrativa do projeto ou edifício.

Além de ser uma boa estratégia para o engenheiro, isso é interessante para quem deseja causar impacto em sites e redes sociais na hora de apresentar terrenos ou imóveis. Trata-se de um recurso a mais para conseguir visibilidade e fazer ótimas vendas.

Saúde financeira

Quando você consegue identificar as partes do projeto que saem do controle, se torna capaz de evitar problemas e monitorar rigorosamente o local de trabalho em tempo real. Assim, é possível se preparar para acabar com despesas desnecessárias que sempre aparecem nos métodos tradicionais de engenharia civil.

Afinal, quanto mais informações houver ao seu alcance, mais domínio você terá sobre o projeto. Se algo der errado na obra, será viável fazer os devidos reparos antes que seja tarde demais. Tomar decisões acertadas é essencial para manter os custos do planejamento sem grandes alterações.

Segurança dos trabalhadores

Acidentes e lesões são os principais itens que os gestores tentam evitar com drones na construção civil. Como o uso robótico já é uma tendência, o futuro é promissor. Devido à capacidade de manobra e ao tamanho que apresentam, esses equipamentos conseguem chegar a lugares inóspitos ou que oferecem riscos para os engenheiros.

A perfuração e a soldagem já podem ocorrer em mar aberto, cavernas perigosas ou outros locais que tragam sérias ameaças à segurança. Assim, é possível inspecionar ou consertar o interior de algumas construções às quais o acesso de um trabalhador seria inviável.

As aeronaves também podem ser usadas ​​em situações perigosas, como na combinação de compostos químicos ou obtenção de amostras de materiais em processos extremamente quentes ou frios.

Os procedimentos necessários para o uso de drones

A regulamentação do uso de drones é de responsabilidade da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Para usar o veículo de forma legal, portanto, é preciso passar por ambos os órgãos.

A Anatel exige homologação para evitar interferências que possam prejudicar outras aeronaves, uma vez que os aparelhos emitem frequências de rádio. O processo de aprovação ocorre na internet, por meio do Sistema de Gestão de Certificação e Homologação (SGCH).

Após o cadastro e o pagamento do boleto no valor de R$ 200,00, é preciso aguardar a aprovação de um fiscal autorizado. Feito isso, você deve entrar em contato com a Anac para receber as instruções.

Registro no SISANT

Outro detalhe importante é que pilotos de aeronaves não tripuladas (desde drones até aeromodelos) com menos de 25 kg precisam se registrar no SISANT (Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas) e no SARPAS (Sistema de Aeronaves Não Tripuladas).

Para tanto, anote o número de série do aparelho e digitalize cópias do seu documento de identidade e CPF. O cadastro é válido apenas para pessoas acima de 18 anos. Se o drone ultrapassar o peso estabelecido, a habilitação é emitida pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA).

Não se esqueça de levar os certificados todas as vezes que for utilizar o veículo. Essa medida é útil se houver denúncias e você precisar comprovar que está em conformidade com a lei.

Como vimos, as aplicações dos drones na construção civil são inúmeras. Sem dúvidas, essa tecnologia chegou para revolucionar a engenharia — e não vai demorar até que os profissionais da área criem outras utilidades para tais aparelhos. Lembre-se, porém, de legalizar o uso na hora de adquirir o seu!

Gostou deste artigo? Que tal saber mais sobre a tecnologia BIM e sua importância para a construção civil? Você vai entender como funciona uma edificação projetada em computador!

Posts Relacionados

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!